TJM na final do Circuito Verão SESC

Neste final de semana as atletas da Equipe TJM Vôlei irão representar as cidades de Ijuí, Santiago e Muliterno em mais uma final do Circuito Verão SESC de Esportes na cidade de Torres pela modalidade Vôlei Duplas Feminino.

São mais de 100 cidades gaúchas que proporcionam aos atletas das suas regiões a oportunidade de participar deste evento e fomentar a prática do esporte nas modalidades Futebol de Areia, Futevôlei, Vôlei de Duplas, Basquete e Handebol de Areia. A estimativa é de que participarão mais de 12 mil atletas nesta 14ª edição do evento.

O Circuito Verão é realizado pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc, em parceria com Prefeituras Municipais e Clubes Sociais, com o objetivo de promover o bem-estar dos trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e da comunidade em geral.

As duplas Hedi Fensterseifer e Benita da Silva, Gisele Deuschele e Michele Pinheiro e Patricia Fensterseifer e Bruna Fruet da equipe TJM com garra e determinação vão em busca de mais uma final de semana regado de passes, ataques, belas buscadas e amor ao esporte.

Gisele e Michele  WP_20150221_17_07_22_Pro  Bruna e Patrícia

 

Anúncios

Dobradinha do TJM / BKR / AABB Cruz Alta no pódio da 2ª Copa Caseiros

Ontem foi dia de estréia na quadras de areia 2015!

As meninas da equipe TJM / BKR / AABB Cruz Alta foram pelo segundo ano consecutivo prestigiar o ótimo evento Copa Caseiros organizado pela cidade e principalmente pelos amantes do voleibol da região.

Nem mesmo as intempéries do tempo ofuscaram o evento e beleza dos rallys, defesas e parceria das atletas presentes. As 11 duplas participantes representaram várias cidades do noroeste e nordeste do RS de forma espetacular.

Mais uma vez nossas atletas representaram bem a equipe, garantindo novamente dois lugares ao pódio. A dupla estreante, Gi e Cheila, fizeram um ótimo torneio e garantiram o 3º lugar com boas defesas e uma muralha no bloqueio. E a dupla formada pela mãe e filha não deixou passar a oportunidade de subir ao degrau mais alto em família e com muito amor ao voleibol. Essa conquista veio com lindas colocadas de bola, buscadas inesperadas e saque precisos. O foco e a determinação certamente fizeram a diferença na superação destas duas guerreiras.

Segundo Patrícia (filha) a oportunidade de dividir a quadra com a mãe é fantástica e só estreita ainda mais os laços de carinho, cumplicidade, amizade e amor. “Ser companheira dela, e do meu pai também, é um presente maravilhoso todos os dias. Fazermos o que gostamos e juntos torna nossos dias muito mais completos”.

 WP_20150118_16_35_30_Pro   WP_20150118_14_33_56_Pro2   WP_20150118_17_10_56_Pro    10917831_741119152646652_6870603758232245101_n    10926384_741120262646541_1058250221406556504_n    10942740_741117999313434_5931420663275605311_n   10896876_741121955979705_6425058356503940797_n    10931242_741121875979713_1241043464176105998_n  WP_20150118_18_02_19_Pro    WP_20150118_18_03_51_Pro    WP_20150118_18_07_00_Pro

Dia de Festa

Neste terça-feira foi dia de comemorar o belo ano da equipe.

WP_20141118_007

Um ano repleto de muito treino, muitas risadas, diversão, viagens, jogos.

Claro que teve puxão de orelha, cobrança e erros, mas certamente foi sempre pensando no melhor para a equipe, para o grupo.

Sabemos que motivação, parceria, trabalho em equipe não faltou. Sabemos também o caminho que traçamos e o destino onde queremos chegar. E por isso nunca paramos.

Que 2015 venha repleto de tudo aquilo que nos faz feliz e unidas. Que venha muito voleibol e muita diversão.

 

Amazonas que mudam o curso da história

volei tjmA mitologia grega não pode provar, mas nós sim podemos. Guerreiras existem e tem nome, sim! As Amazonas da mitologia, podem não passar de mais um conto, mas as TJMs do Vôlei da AABB de Cruz Alta certamente fizeram e ainda farão muita história pelas quadras de vôlei do Estado e do Sul do país. E não duvide, você pode se arrepender.

Era 14 de novembro quando deu início uma das competições mais importantes do Sul Brasileiro, o JERAB (competição que reúne milhares de atletas vindos dos Estados do RS, SC, PR e MS). E eram 6, até então meninas / mulheres, vindas das cidades de Panambi e Cruz Alta, para mais uma competição.

volei aabbO primeiro desafio foi contra as campeãs de SC, vindas de Florianópolis, o segundo contra as campeãs do MS, representando a cidade Campo Grande e por fim, em uma final de arrepiar e angustiar, as rivais do nosso Estado, as representantes de Frederico Westphalen.

Todos os jogos foram espetaculares e exigiram das 6 atletas mais que o seu máximo. O saldo, infelizmente não foi a medalha de ouro, mas aquelas 6 meninas do começo da competição não foram as mesmas 6 mulheres que voltaram para suas casas. Depois de dar o sangue em quadra, dividir o fardo de carregar uma equipe inteira entre 6, mas poder contar com amigos, familiares e um comandante dispostos a sangrar conosco, não há do que reclamar. Mas sim se orgulhar.

volei aabb tjmHoje estão em suas casas, em seu trabalho e estudo, com sua família 6 GUERREIRAS, 6 novas mulheres, 6 que sempre se multiplicam, que sorriem, que se machucam, que não desistem e que nunca abandonam o sonho e a alegria que o esporte e amizade verdadeira proporciona.

A todos que fazem parte da família TJM, em nome das 6 guerreiras e seu comandante, nosso muito obrigado e até a próxima batalha.

Mais uma regra que volta

Russia-Brasil-Volei-Kirill-KudryavtsevAFP_LANIMA20120807_0061_46Nesta segunda-feira durante o 34º congresso a Federação Mundial de Vôlei (FIVB) foi anunciada a decisão sobre a volta da proibição o toque dos atletas na rede. Agora oficialmente, tanto no vôlei de quadra quanto de praia, a partir de 2015,  o toque na rede considera-se novamente falta.

Essa e outras medidas, segundo o Comitê, foram tomadas para tornar mais dinâmica a transmissão dos jogos, ou seja, mais rápida para não precisar pagar muito por isso e enfim, concluísse o óbvio.

Outra decisão que afeta o nível profissional foi referente ao tempo técnico que nas competições importantes, como o Mundial, será limitado a um por set.

E no que diz respeito ao vôlei de praia, a nível profissional também, o Circuito Mundial não mais será realizado anualmente e sim apenas nos anos ímpares. Aposto que jogadores e espectadores ficaram muito desapontados com mais essa decisão vinda decima para baixo. Além disso, o Mundial Sub-23 não existirá mais.

A entrega

Já sabemos o que nos move em busca dos prazeres do esporte. Mas o que faz com que a entrega seja sinônimo de conquista?

Neste final de semana, nós, atletas da equipe TJM, estivemos presentes, pelo segundo ano consecutivo, na competição organizada pela secretaria de Esportes do município de Garibaldi. Os jogos começaram no sábado a tarde e foram até domingo às 17h, e você sabe o que isso significa?altAudq-UjaAT87qP2laWjMfbOpFZRqQXGO0FmFlJRQdyvP

Significa parte da importância da entrega de cada uma. São 734 km para nos movermos em prol de um mesmo objetivo, é sair antes de o sol nascer de um sábado e chegar no horário da Cinderela sair da festa no domingo à noite. E isso não é tudo. Porque o que aconteceu em quadra foi um verdadeiro exemplo de cumplicidade, de atitude em grupo, de uma equipe determinada a fazer o seu melhor, juntas.

Foram muitos os desafios superados. Por várias vezes estivemos atrás no placar, enfrentando equipes qualificadas e torcidas dispostas. Nada disso foi impedimento para tirar nosso foco.

O primeiro set da final contra a equipe de São Bento de Bento Gonçalves, ficou para as adversárias, que impuseram seu ritmo e nos deixaram, no segundo set, atrás do placar por duas vezes, com parciais 11 x 17 e 15 x 20. Eis, então, que surge o espírito guerreiro da nossa equipe, e tudo que víamos pela frente era a vontade de vencer. Com foco e muita garra buscamos por duas vezes o placar e fechamos o set em 25 x 22. O tie-break não podia ser diferente. Novamente atrás do placar (4 x 6), nosso saque fez a diferença e fomos em busca do título fechando o set em 15 x 10.altAtxWrAIXkNOmlQfl0yu7AKW7f5pZa3jN4konLQhV1MTK

Sabemos que o êxito começa no exato momento em você decide o que quer e começa a trabalhar para consegui-lo, assim como também sabemos que esse é um processo contínuo. E isso que nos move e faz com a entrega seja determinante.

Por fim, eu, atleta da equipe TJM, com um nó na garganta, por ter vivido esse incrível momento com todas, quero agradecer a todas que longe ou perto fizeram parte desta conquista e dizer que convicção que nesse ritmo muitas ainda virão. Mas que a maior conquista é estar ao lado de todas!